quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Papier Mâché!

Uma das formas artesanais mais expressivas é o papel machê.
O papel machê nasceu na China, cerca de dois mil anos antes de cristo, como forma de armamento de guerreiros. Tempos depois imigrou para a França , como forma de arte, e foi ali primeiramente utilizado para fins decorativos(a palavra papel machê tem origem francês, do termo papier mâché, que significa papel picado, amassado e esmagado). Na Itália, surgiu como as mascáras do famoso carnaval de Veneza. Na Noruega foi erguida uma Igreja inteiramente feita de papel machê, que durou cerca de 37 anos. Apatir daí esta forma de arte tão antiga, ecológica e simples, foi ganhando espaço e resistiu até os nossos tempos modernos. 
A fabricação do papel machê é muito simples! Você não gasta um tostão e ainda contribui para o meio ambiente:

                                        PAPEL MACHÊ: COMO FAZER  

Hoje existem inúmeras técnicas que ensinam a fabricação do papel machê.  Porém algumas delas deixam a ideia ambientalista morrer, limitando para coleta de papel picado, apenas materiais específicos, como ou papel higiênico ou jornais. Mas a nossa forma ensinada aqui, é a utilizada pela a artesã Valéria Rosa, em que visa a ecologia. O resultado é satisfatório, a sua massa é incrivelmente macia, cheirosa, e resistente. Uma maneira simples de você, também, fazer arte.   


O que você vai precisar :

- Papel picado . A idéia é reaproveitar qualquer tipo de papel anteriormente inútil e que futuramente seria descartado. A proposta é ajudar o planeta.  Portanto você pode utilizar papel de revistas, jornais, rascunhos, folhas usadas...
- Água
- Bacia
- Pano
- Peneira
- Liquidificador
- Cola líquida 
- Desinfetante


Modo de preparo:

Primeiro, pegue o papel picado  e deixe-o de molho na água por 24 horas ou leve o papel ao fogo, e deixe na água fervendo até sua estrutura ficar bem amolecida.







 Depois pegue este papel e jogue no liquidificador com água. Bata tudo até ele ficar com uma aparência pastosa, parecida com a de um papel higiênico molhado.










Agora comece a peinerar, peinere até tirar boa parte da umidade da massa, até ficar bem seca.










 Utilize o pano para tirar totalmente a umidade da massa, torcendo-a, até ela ficar completamente seca.




            











Após a massa ter ficado bem seca, esfarele-a todinha. Feito isso, deposite -a numa vasilha e adicione a ela: cola e uma tampinha de desinfetante.
A artesã Valéria Rosa recomenda que seja usada a cola liquída Cascorez, mais isso fica a gosto de cada.














 Esta deve ser a textura da massa. E enfim, o resultado: está pronto o papel machê!










Agora é com você. Use de toda a sua criatividade para produzir peças. Você pode usar garrafas, latas, embalagem de xampu, caixas de papelão, etc... para revestir com o papel machê e dar vida a um belo artesanato! Não se esqueça, reaproveite o máximo possível. A ideia é RECICLAR.
O Sobrado apresenta diversas peças feitas de papel machê, e também é um amante desssa técnica!

3 comentários:

  1. Boa noite Sobrado, vim fazer uma visitinha.
    Parabéns por ter postado a receita de papel machê, vc colocou fotos mostrando o processo e
    assim fica fácil, principalmente a última que dá
    visão de como fica, eu fiz há alguns anos para
    experimentar e o resultado foi muito bom, reves-
    ti um vidro de maionese e fiz tbem um pequeno
    recipiente.
    Sempre que puder venho te visitar.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada pelo seu prestígio!
    Sim, o papel machê é uma técnica incrível, fácil e ecólogica. Você fez o certo, devemos ao máximo reaproveitar os materiais.
    Nos visite sempre que poder, estamos sempre atualizados!

    ResponderExcluir
  3. Olá Sobrado, oi eu aqui travez rsrsrsrs
    Passando para desejar um FELIZ NATAL REPLETO DE SAÚDE, PAZ, UNIÃO, AMOR E MUITA LUZ.
    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir