sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

As crianças e os idosos...

Cada vez mais a população de idosos do nosso país cresce, com o passar de anos e com a melhoria de vida da nossa sociedade.  São pessoas que ajudaram a construir nossa nação, que possuem sabedoria de uma jornada de conquistas e derrotas e são exemplos de vida para cada um de nós seguirmos.  Não temos mais aquela estúpida ideia de que envelhecer é o sinônimo de estar morrendo, mas sim de viver intensamente, com vitalidade e alegria nos  últimos anos de sua vida.  Claro, ficar velho pode trazer alguns problemas e algumas dificuldades, mas nada que o amor a vida  não supere. 
Porém ainda existe na nossa sociedade um grande preconceito com a terceira idade.  São jovens, criaças e adultos, que definem os idosos, como pessoas incapazes e sem utilidade.



Preocupado com este preconceito de algumas pessoas, o Sobrado lançou um projeto no mês de outubro que visa a interação entre gerações.  A ideia surgiu exatamente pelo fato do mês de outubro, ser o mês da criança e também, para quem não sabe, do idoso.
O grupo de memória do Sobrado foi acionado, formado por 4 simpáticas senhoras e comandado pela instrutora Renata. Elas preparam uma pequena peça de teatro cujo o tema foi a Cigarra e as Formigas, uma adaptação sensacional, do nobre autor Monteiro Lobato, que com toda a sua genialidade, dá um final feliz a peça, dando uma moral de solidariedade, bondade e piedade.  Depois de exaustos e divertidos ensaios, a peça estava pronta, com toda a dedicação e entusiasmo das atrizes. Então nasce o projeto, nós convidamos escolas públicas para passarem uma tarde conosco e com nossas idosas. O teatro foi um sucesso!


Da esquerda para direita: Maria (81 anos), Conceição (84 anos), Lea (70 anos) e Ruth (86 anos). 
As crianças ficaram fascinadas com a peça. Depois bateram um longo papo com as vovós, elas debateram sobre suas infâncias, uma viagem pelo tempo, da modernidade a antiguidade, tudo com gostinho de saudade, lembranças que nem o tempo foi capaz de apagar. Os jovens ficaram encantados, com as histórias e casos narradas. Foram tardes inesquecíveis para nós, que podemos perceber a alegria estampada no rosto de cada criança, que levaram um belo aprendizado para casa, que os idosos são, como eles, capazes e que devem, seja na rua, no ônibus, nas praças, nas filas, serem sempre respeitados!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário